WhatsApp Image 2019-04-19 at 07.44.59.jpeg

Inês de Bragança

INês

Comecei a praticar yoga há dois anos. Numa altura da minha vida onde não sabia quem era, de onde vinha nem para onde queria ir. Sempre fiz muito desporto e adorei mexer o meu corpo, mas às tantas até isso deixou de fazer sentido, deixou de me preencher. Cresci com uma mãe que sempre praticou yoga e levou uma vida espiritual bastante profunda, e nessa altura da minha vida lembrei me disso. Lembrei me que se calhar havia uma razão para a prática dela. Comecei a fazer umas aulas de yoga no YouTube, estava fora da minha zona de conforto; movimentos novos, palavras novas, e um turbilhão de emoções que nunca tinha sentido. Na altura era estudante e morava em Madrid, onde não me podia dar ao luxo de me inscrever no estúdio de yoga. Então usei o que tinha, a minha determinação, força de vontade, e uma nova paixão pelo yoga. Fui fazendo aulas de yoga e utilizando a minha sabedoria básica de anatomia humana para ir aperfeiçoando a minha Pratica. Um ano mais tarde decidi que o yoga poderia ser algo ao qual gostaria de dedicar o meu tempo. O yoga transformou me, devolveu me o equilíbrio no meio de tanto desequilibro, a compreensão no meio de tanta ignorância, e o amor e a calma no meio de tanta raiva. Formei-me como professora de yoga não por uma razão monetária mas por uma razão muito mais valiosa que isso. Por uma razão sem preço. Formei-me com a vontade de querer ajudar as pessoas na mesma situação que eu e mostrar-lhes que não faz mal estar mal, que podemos despir as nossas capas sem medo, e perceber que a única maneira de avançar e seguir em frente e olhando para dentro e traçando as linhas e o caminho do nosso corpo e da nossa alma. Yoga é união, e o meu objetivo é unir. Unir as pessoas soltas do indivíduo para poder juntar todas essas pessoas e criar uma comunidade de apoio, paz e amor.